Ir para conteúdo

Líder, Jeep Compass completa dois anos próximo de 100 mil emplacamentos

ESPAÇO BRANDED CONTENT

Há exatos dois anos, em setembro de 2016, a Jeep surpreendeu o mercado ao lançar no Brasil um modelo então inédito no mundo, o novo Jeep Compass. O terceiro fruto do Polo Automotivo Jeep, em Goiana, Pernambuco, parecia uma aposta ousada demais para o país – os dois anteriores foram Jeep Renegade e Fiat Toro. Afinal, não havia nenhum SUV de médio porte sendo produzido em larga escala no país, com alto índice de nacionalização. E os preços partiam de R$ 99.900.

imagem

Logo de largada, o Jeep Compass assumiu a liderança do segmento de SUVs médios, com larga vantagem sobre os rivais. Sozinho, ele representa as vendas somadas de mais de uma dezena de modelos da mesma categoria. Mas foi em setembro de 2017, há um ano, que o modelo surpreendeu mais uma vez, assumindo pela primeira vez a liderança de vendas entre todos os SUVs à venda no país, incluindo os modelos menores e mais acessíveis.

SAIBA MAIS: Teste de autonomia: Jeep Compass diesel foi o carro ideal para viagem com postos fechados

A arrancada no último quadrimestre foi suficiente para que ele fechasse 2017 como o SUV mais vendido do Brasil. E neste ano, com vendas acumuladas de mais de 40 mil unidades, ele caminha para o bicampeonato, já que está 8 mil emplacamentos à frente do segundo colocado.  Levando em consideração apenas este ano, o crescimento nas vendas do Compass foi de 30% em relação ao mesmo período de 2017 (janeiro a agosto). Mais que o dobro da alta do setor de automóveis – 13,4%. Em outubro, o modelo vai superar a marca de 100 mil unidades vendidas no Brasil.

imagem (4)

O mix de vendas do Compass revela dados interessantes. Apesar de a versão de entrada Sport ter melhor custo-benefício, configurações ainda mais bem equipadas e sofisticadas são as preferidas dos compradores. Em primeiro está a versão Longitude Flex, com 40% do total, seguida por Longitude Diesel (20%), Limited Flex (15%), Sport (10%), Limited Diesel (8%) e Trailhawk (7%).

SAIBA MAIS: Parceria entre Jeep e Projeto Tamar rende série de TV

Dividindo por motores, o 2.0 Tigershark Flex representa 65% dos emplacamentos, deixando significativos 35% para o 2.0 MultiJet II Turbo Diesel, cujo exclusivo powertrain é completado pelo câmbio automático de nove marchas e a tração 4×4 Jeep Active Drive Low, com reduzida e o controle Selec-Terrain.

IMG_20180531_112107821_HDR-3597632078-1527868339660.jpg

Não foi apenas o sucesso de público que fez o Compass revolucionar seu segmento. Não há outro veículo fabricado no Brasil com um pacote tecnológico tão amplo, capaz de apoiar o motorista de várias formas e reforçar a segurança. Entre os itens disponíveis há controle de velocidade adaptativo (ACC), alerta de colisão com frenagem automática (FCWp), monitoramento de mudança de faixa (Lane Sense), auxiliar de estacionamento (Park Assist) e detectores de ponto cego (BSM). Assista neste vídeo alguns desses recursos em ação.

 

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: