Ir para conteúdo

A longa marcha da automação veicular completa 80 anos

Por GLAUCO LUCENA

Desde os primórdios da indústria automobilística, várias tentativas de facilitar o trabalho do motorista deram início a um processo que em breve culminará com o fim da necessidade do posto de comando no carro. O movimento começou com os primeiros câmbios automáticos, que eliminaram o pedal de embreagem. Posteriormente, foi reduzida a necessidade do acelerador, do freio e até da direção. Confira a marcha da automação nessa breve linha do tempo:

oldsmobile

– 1939: Toda a linha Oldsmobile, da GM, passa a contar com câmbio automático opcional, ao custo de 57 dólares. Era o fim da obrigação do pedal de embreagem e de trocas constantes de marcha na alavanca.

– 1958: Chrysler lança o primeiro controlador de velocidade de cruzeiro (o popular piloto automático) nos modelos Imperial, New Yorker e Windsor. Ele mantinha a velocidade constante em estradas, sem precisar do acelerador.

chrysler-new-yorker
Chrysler New Yorker

– 1997: Toyota Celsior estreia controle adaptativo de cruzeiro, que mantém distância segura em relação ao veículo da frente.

– 2000: Linha de veículos comerciais Mercedes Actros adota primeiro sistema que alerta o motorista caso ele esteja mudando de faixa sem sinalizar.

Toyota-Celsior
Toyota Celsior

– 2001: Adeus freio de mão! BMW Série 7 inaugura sistema de estacionamento que não precisa da ação do motorista. Basta ligar ou desligar o carro.

– 2003: Honda Insight é o primeiro modelo com frenagem emergencial. Em caso de colisão iminente, os freios são acionados para reduzir o impacto (primeiro passo para sistemas que tentam evitar a colisão).

honda_insight
Honda Insight

– 2003: Toyota Prius lança primeiro sistema que estaciona o carro automaticamente em vagas paralelas. Depois viriam os que permitem estacionar também em vagas perpendiculares.

– 2005: Protótipo Stanley, da Universidade de Stanford, completa desafio de percorrer de forma 100% autônoma mais de 200 km de um percurso com muitas variações de terreno.

stanley
Stanley foi o primeiro vencedor do Darpa Challenge

– 2016: Caminhão da Uber, escoltado por carros de segurança, faz primeira entrega de um carregamento de latas de cerveja sem auxílio de motorista, depois de rodar quase 200 km.

– 2018: Primeira fatalidade com carro autônomo. Uma ciclista morreu atropelada por um Volvo XC90 da Uber no Arizona, com um monitor humano a bordo. Depois disso, a Uber suspendeu testes em rodovias públicas nos EUA e Canadá até segunda ordem.

Apesar dos recentes acidentes, os testes com autônomos estão de intensificando no mundo. CONFIRA OS DETALHES NO BLOG AUTOBUZZ DA SEMANA, EM IG CARROS!

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

3 comentários em “A longa marcha da automação veicular completa 80 anos Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: