Ir para conteúdo

Salvem os sedãs médios!

Segmento está encolhendo, e pode ir para o mesmo caminho de peruas, minivans e hatches médios

cruze

Você é fã de sedãs médios? Clame por sua salvação, já que eles começam a se embrenhar num caminho tortuoso, rumo a um precipício de onde já despencaram as peruas, e onde estão na beirada, neste momento, os hatches médios. Exagero? Historicamente, sedãs médios correspondem a 1 em cada 10 automóveis vendidos no Brasil (excluídas picapes e outros comerciais leves). No ano passado, Toyota Corolla e cia ficaram com 8,5% do bolo, uma participação relevante, mesmo com tantos SUVs rondando por aí. Mas neste ano a situação está ficando preocupante. Até julho, os sedãs médios representaram apenas 7,2% das vendas no ano. E a participação vem caindo mês após mês. Em julho, apenas 6,2% dos emplacamentos foram desses queridos três-volumes.

Se pelo alto os sedãs médios recebem a concorrência dos SUVs maiores (o Jeep Compass vai ganhar uma coleção de rivais em breve), por baixo eles sofrem o ataque de uma nova geração de sedãs compactos, com destaque para VW Virtus, Fiat Cronos e Toyota Yaris Sedan. Este último, por sinal, pode tirar compradores das versões de entrada do irmão Corolla, que no ano que vem ganhará uma nova geração, com visual da foto abaixo.

CONFIRA NO BLOG DESTA SEMANA EM IG CARROS UM RAIO-X COMPLETO DO AMEAÇADO SEGMENTO DE SEDÃS MÉDIOS

Toyota-Corolla_Hatchback-2019-1024-08

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Um comentário em “Salvem os sedãs médios! Deixe um comentário

  1. Não abro mão do sedã! O que nos da mais chances de se sair bem em uma curva na qual erramos a velocidade de entrada e o traçado? Tenho absoluta certeza que no sedã, as chances de não capotamento sejam muito maiores do que em um SUV. Independentemente dos dois possuírem ou não controle de estabilidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: