Ir para conteúdo

Doença afasta Marchionne do comando global da Fiat. Mike Manley, da Jeep, é novo CEO

CLIQUE AQUI PARA LER ATUALIZAÇÃO: Sergio Marchionne morre aos 66. O que esperar agora de Fiat e Jeep?

sergio

A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) anunciou neste sábado (21/7) Mike Manley para substituir o CEO Sergio Marchionne, que vem sofrendo sérias complicações de saúde após uma cirurgia no ombro direito. O britânico Manley, de 54 anos, comanda a marca Jeep desde 2009 e a divisão de utilitários Ram desde 2015. A decisão foi tomada após uma reunião de emergência do board do grupo ítalo-americano. Ferrari e CNH (empresa de máquinas agrícolas), também comandadas por Marchionne, já têm novos líderes, já que ambas foram tiradas recentemente do chapéu da FCA, mas mantidas pela família Agnelli, fundadora da Fiat. O CEO da Ferrari passa a ser Louis Camilleri, um egípcio de família maltesa, que fez carreira no setor de tabaco (Philip Morris). Já para a CNH foi escolhida a inglesa Suzanne Heywood, profissional de carreira no grupo.

SAIBA MAIS: Jeep mais estratégica, Fiat mais brasileira: os planos até 2022, último ato da gestão Marchionne à frente da FCA
Em 5 de julho, Marchionne, de 66 anos, sofreu uma cirurgia no ombro direito e precisaria de um curto período de convalescença, segundo um porta-voz da FCA. Ele não é visto em público desde 26 de junho, quando entregou ao Jeep Wrangler à polícia de Roma. Porém seu quadro piorou significativamente nas últimas horas. “Estou profundamente entristecido ao saber do estado de saúde de Sergio”, disse John Elkann, herdeiro dos Agnelli, em um comunicado. “É uma situação que era impensável até algumas horas atrás, e que deixa todos nós com um verdadeiro sentimento de injustiça”.

marchionne3
Sua doença acelerou o cronograma para uma decisão de sucessão que já era vista como uma encruzilhada para a empresa, e seria tomada na virada do ano. Marchionne, que se tornou CEO da Fiat em 2004 e orquestrou sua fusão com o Grupo Chrysler uma década depois, disse que seu sucessor seria designado em abril de 2019 após a aprovação dos resultados financeiros de 2018.
No dia do anúncio do balanço quinquenal, em 1º de junho, Marchionne disse: “Meu sucessor senta-se nesta sala”. Manley prevaleceu sobre dois outros veteranos da FCA: o CFO Richard Palmer e Alfredo Altavilla, comandante da região da Europa, Oriente Médio e África. Manley, nascido em Edenbridge, Inglaterra, faz parte do Conselho Executivo do Grupo desde 2011. Uma de suas primeira missões será o desmembramento da divisão de autopeças Magneti Marelli.

mikemanley
Ele ingressou na DaimlerChrysler em 2000 como diretor de desenvolvimento de redes na empresa no Reino Unido. Depois ocupou diferentes posições internacionais antes de ser nomeado presidente e CEO da Jeep durante a aquisição da Chrysler pela Fiat. De lá para cá, as vendas globais da Jeep quadruplicaram nos últimos anos, e ela passou a ser a joia da coroa de todo o Grupo.

SAIBA MAIS: Jeep Renegade ganha reestilização na Europa, e em breve no Brasil
Manley formou uma relação próxima com o grupo chinês Guangzhou Automobile para desenvolver uma joint-venture. Esteve ativamente na estratégia de expandir fábricas da Jeep para a Europa, China, Índia e Brasil. Em outubro de 2015, Manley, que é mestre em administração de empresas pela Ashridge Management College, assumiu a lucrativa e promissora marca Ram.

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Um comentário em “Doença afasta Marchionne do comando global da Fiat. Mike Manley, da Jeep, é novo CEO Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: