Ir para conteúdo

Testes com caminhões sem motorista estão mais avançados que os de carros

Tesla_Semi
Tesla Semi foi apresentado no ano passado e já foi flagrado em testes na Califórnia (EUA)

A questão da greve dos caminhoneiros é polêmica, e nem seria o papel deste blog analisar os argumentos contra e a favor, que são muitos. Mas como observatório do futuro da mobilidade, AutoBuzz analisa o ritmo de testes de caminhões autônomos, que em última instância vão representar o fim dessa profissão, hoje tão crucial à sociedade e à economia – e ao mesmo tempo repleta de dificuldades e desafios para os bravos motoristas profissionais. E os testes de caminhões sem motorista avançam de forma mais rápida que os de automóveis.

A tendência é que a profissão “caminhoneiro” seja coisa do passado em algum momento antes da metade deste século. Começará pelo transporte rodoviário, e depois deverá chegar ao transporte urbano de cargas. Isso será realidade em países mais desenvolvidos, provavelmente por volta de 2030. No Brasil, talvez com uma década de atraso, por conta da péssima qualidade de muitas de nossas estradas.

Caminhoneiros, como professores de latim, datilógrafos e reveladores de filmes fotográficos serão coisa do passado. Entrarão em declínio como categoria num prazo de duas décadas, assim como estão hoje jornaleiros, taxistas, entregadores de jornal, carteiros e tantas outras atividades profissionais.

enride_autonomo
Protótipo T-Pod, sem cabine ou para-brisa, é aposta da startup sueca Enride

Quem viu o filme “Logan”, produção recente da Marvel que mostra um Wolverine de meia-idade num futuro próximo (2029), deve se lembrar de uma cena em que o herói se envolve numa luta com um vilão em plena estrada, causando o choque de um caminhão autônomo que trafegava em alta velocidade. A tecnologia para um modelo como o do filme já é testada por várias empresas.

CLIQUE AQUI PARA CONHECER OS CAMINHÕES AUTÔNOMOS QUE JÁ SÃO DESENVOLVIDOS EM VÁRIOS PAÍSES, INCLUSIVE NO BRASIL

volvo_autonomo
Uber e startup Otto fizeram primeira entrega autônoma em 2016, após rodar 200 km nos EUA

 

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: