Ir para conteúdo

Lexus ES, estrela no Salão de Pequim, chega ao Brasil no fim do ano

2019lexusesfsport-06 (1)

A sétima geração do sedã japonês de luxo Lexus ES é um dos destaques do Salão de Pequim, aberto hoje ao público. O modelo, de porte médio-grande, será exibido também no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, com início de vendas logo a seguir. A geração atual (a sexta) é vendida no Brasil por R$ 274.800, com motor 3.5 V6 de 231 cv.

Com nova plataforma GA-K e desenho totalmente renovado, o sedã ganhou espaço para os passageiros, maior isolamento acústico e novos itens de segurança. Ele ficou 6,6 cm mais longo e ainda ganhou 4,5 cm em largura. No entre eixos, o novo ES ficou 5 cm maior. O modelo também ganhou em estatura na banda de rodagem dos pneus, com 1 cm a mais nos dianteiros e 3,8 cm nos traseiros. Em ruptura com as últimas gerações, o desenho da sétima geração tem teto de contorno arrojado, para enfatizar sua posição mais baixa e aerodinâmica. A extremidade limpa e acentuadamente modelada é destacada pelas luzes de LED da traseira.

2019lexusesfsport-04

Também foram aplicadas melhorias na suspensão multilink. A nova plataforma foi primordial para ampliar e aprimorar toda a estrutura do veículo, a fim de tornar suas proporções mais baixas e largas, resultando em um centro de gravidade menor e aerodinâmica singular. Os modelos F-SPORT oferecerão uma suspensão variável adaptativa (AVS).

Todos os ES 350 são movidos por um motor 3.5 V6 de 308 cv de potência e 389 kgfm de torque, o que significa um ganho de 32 cv e 20 kgfm em comparação com a geração anterior. O reforço na potência também é beneficiado pela adoção de nova transmissão automática de oito marchas.

2019lexusesfsport-03

Não ficando para trás de seus irmãos a gasolina, o ES300h é capaz de oferecer altíssima eficiência de combustível, desempenho responsivo e emissões mínimas para um sedã de luxo deste porte. Ele combina um motor 2.5 a gasolina com um motor elétrico mais leve, compacto e potente e sistema híbrido com carregamento autônomo. Juntos, eles oferecem um potência combinada de 207 cv.

A capacidade de condução geral do ES 300h foi melhorada devido a um sistema de controle computadorizado híbrido mais sofisticado, com melhor capacidade para simular a sensação e a transmissão de potência de um motor a gasolina normal.

06_ES

 

Um dos novos recursos de segurança é a detecção diurna de bicicletas, parte do sistema de pré-colisão (PCS). O PCS também foi aperfeiçoado para detectar pedestres à noite, aumentando a sensibilidade e o intervalo dinâmico do radar. Outro avanço é um sistema de farol alto adaptativo (AHS) de dois estágios. Esse sistema não apenas acende e apaga o farol alto automaticamente para o condutor, como sua matriz de iluminação de 24 LEDs individuais é capaz de adaptar o padrão de luz para fornecer iluminação aprimorada.

 

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: