Ir para conteúdo

Carreta do futuro Starship é apresentada pela Shell na Califórnia

starship2

O futuro eficiente não é exclusividade de automóveis. A corrida sustentável também pode ser verificada em veículos superpesados, e um bom exemplo é o protótipo Starship, apresentado no último fim de semana no evento “Shell Make the Future California”, na cidade de Sonoma. A carreta futurista, desenvolvida em parceria com a AirFlow Truck Company, fará em maio uma viagem costa a costa nos EUA, começando na Califórnia e terminando na Flórida, transportando 36 toneladas de carga.

A carroceria do cavalo mecânico tem projeto altamente aerodinâmico, feita de fibra de carbono. Isso inclui as saias laterais, o capuz e a extremidade inicial. O motor 6 cilindros de 400 cv, foi calibrado com a transmissão para operar em velocidades muito baixas e descendo até 800 rpm.

Shell Starship

Portinholas de grade ativas se abrem para permitir o fluxo de ar para o radiador e para o compartimento do motor para resfriamento. Quando o resfriamento não é necessário, as portinholas se fecham automaticamente, fazendo com que o ar se redirecione em torno do veículo. O resultado é menor arrasto aerodinâmico e redução do consumo de combustível. Além disso, portinholas fechadas em tempo frio reduzem o tempo de aquecimento do motor.

A carreta terá, no futuro, um sistema de eixo elétrico híbrido com motor e eixo elétricos substituindo o eixo traseiro não dirigível do cavalo mecânico. Isso irá resultar em aumento de potência em graus de subida, onde a maioria do combustível é consumida, com o eixo transferindo energia para fora da carreta e alimentando a bateria para aceleração e frenagem.

rotella-starship

Finalmente, um painel solar de 5.000 watts no teto do reboque carrega e armazena energia em um banco de baterias de 48 volts, o que é suficiente para alimentar cargas normais da carreta como luzes, limpadores de para-brisa, motores de ventilador, calibradores, ar condicionado, aquecedor, micro-ondas e outros componentes elétricos.

A Shell forneceu consulta técnica sobre componentes do motor e da transmissão, bem como recomendações para necessidades de lubrificantes para uso na carreta do Projeto Starship. A carreta usa óleo de motor de trabalho pesado (heavy duty), totalmente sintético e com baixa viscosidade de próxima geração. O uso de óleos básicos totalmente sintéticos, mais a avançada tecnologia de aditivos, fornece proteção contra desgaste, depósitos e decomposição do óleo. A baixa viscosidade garante economia superior de combustível.

starship3

 

 

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: