Ir para conteúdo

Carro voador no Salão de Genebra? Também tem!

Estúdio Italdesign, do Grupo VW, exibiu a segunda geração de seu conceito voador, feito em parceria com a Airbus e a Audi

Por GLAUCO LUCENA

Já falamos aqui que o Salão de Genebra é o mais divertido e antenado dos tradicionais salões automotivos. Um bom exemplo disso é o conceito Pop.Up Next, exibido pelo estúdio italiano Italdesign, atualmente controlado pelo Grupo VW. Trata-se de um avanço do modelo exibido no ano passado, no mesmo salão suíço, em parceria com a Audi e a Airbus. O primeiro sistema modular totalmente elétrico e de emissão zero, projetado para ajudar a resolver os congestionamentos em grandes áreas urbanas. O Pop.Up Next consiste em um sistema modular de dois assentos, uma espécie de drone gigante que permite explorar o solo urbano e o espaço aéreo.

pop-up-next-geneva

Obviamente, esses modelos demandarão uma regulamentação especial das autoridades de trânsito e aéreas. Onde e a que altura eles poderão voar com segurança? Em que locais terão autorização para decolar e pousar? O fato é que esses carros-drones serão mais baratos e práticos que helicópteros para percorrer curtas distâncias. E deverão ser viáveis como serviços de táxi solo/aéreo em cerca de uma década, na estimativa das montadoras.

CLIQUE AQUI PARA VER O QUE FALTA PARA ESTES CARROS VOADORES SE TORNAREM REALIDADE

Ao longo do ano, as equipes da Airbus trabalharam no refinamento do projeto aerodinâmico do módulo de ar e dutos do rotor para melhorar o desempenho e reduzir o consumo de energia em voos de cruzeiro. A empresa de aviação também apresentou um conceito para um sistema de acoplamento com funcionalidades de bloqueio e trava. A Airbus também trabalhou no design interno do Pop.Up Next para harmonizar a linguagem de estilo com o exterior, que é da Audi. Na parte técnica, os engenheiros da Airbus e da Italdesign trabalharam em várias frentes para melhorar a eficiência do sistema, trabalho em redução de peso, aerodinâmica, sistema de acoplamento de vários módulos e evolução dos sistemas eletrônicos de bordo.

A Porsche, também do Grupo VW, anunciou recentemente que vai entrar na corrida pelos módulos híbridos voadores, que serão uma realidade no prazo de uma década, segundo ela. A rival Mercedes está entre as empresas que investem na alemã Volocopter, para ajudar a desenvolver um táxi elétrico com decolagem e aterragem vertical, de cinco lugares. Já a chinesa Geely (sempre ela) comprou recentemente o desenvolvedor de carros voadores norte-americano Terrafugia, que espera entregar seu primeiro carro voador ao mercado em 2019.

italdesign-popup-next

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: