Ir para conteúdo

FCA recusou oferta de 22 bilhões de euros da chinesa Geely, diz site

A Geely, montadora chinesa que acaba de aquirir 9,7% da Daimler (Mercedes) por 7,2 bilhões de euros, por pouco não adquiriu uma participação acionária que lhe daria controle sobre a FCA (Fiat Chrysler Automobile). De acordo com o repórter Luca Ciferri, da agência Automotive News Europe, a oferta feita diretamente a John Elkann, herdeiro da família Agnelli que comanda a holding Exor (dona da FCA e da Ferrari) teria sido de 22 bilhões de euros.

A oferta foi considerada baixa. Por esse valor, segundo a reportagem, a Exor teria oferecido todo o Grupo, mas sem as marcas Alfa Romeo e Maserat. Isso incluiria Jeep, Fiat, Abarth, Lancia, Dodge, Ram, Chrysler e Mopar. Mas aí, quem recusou foi Li Shufu, o megabilionário chinês, dono da Geely. Outras tentativas de fatiamento foram consideradas, mas sem sucesso.

li-shufu-geely

Foi então que Li Shufu preferiu buscar as ações da Daimler que o fazem hoje o maior acionista da holding alemã, que controla Mercedes-Benz, AMG e Smart. Além disso, a Geely já era dona da sueca Volvo, das inglesas Lotus e London Taxis, e da Proton, da Malásia. E está lançando na Europa e nos EUA a marca Lynk & Co, que pretende vender carros por assinatura, como se fosse um canal a cabo, um serviço de internet, um Netflix.

Hoje, em entrevista à imprensa durante o Salão de Genebra, o CEO da FCA, Sergio Marchionne confirmou as conversas com os chineses da Geely, mas disse que elas foram encerradas. “Estamos todos focados no plano de 2018″. O plano de quatro anos será encerrado na metade de 2018 e inclui a eliminação de dívidas. O chamado Investor Day da FCA está marcado para 1º de junho, quando serão apresentados os resultados dos quatro anos e as próximas metas. “Deixe o mercado avaliar o valor do plano de 2018 e, em algum momento, se as pessoas estiverem interessadas, eles deveriam voltar e conversar, mas não agora “, disse Marchionne aos repórteres na Suíça.

US-ECONOMY-AUTO

 

Glauco Lucena Ver tudo

Paulistano, nascido em 1967, é jornalista, com formação em Ciências Sociais e MBA em Gestão de Negócios. Desde 1990 atua no setor automotivo. Trabalhou por 24 anos em redações de jornais, revistas e sites, entre eles Autoesporte (Editora Globo), Jornal do Carro (Estadão) e Carsale (UOL).

Recentemente, dentro do Grupo FCA, foi um dos responsáveis pela comunicação da Jeep durante os 3 anos do processo de relançamento da marca no Brasil. Hoje, atua como colunista, consultor, gerador de conteúdo e influenciador digital na área automotiva.

2 comentários em “FCA recusou oferta de 22 bilhões de euros da chinesa Geely, diz site Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: